domingo, 25 de junho de 2017

Somos Tênis - Fernando Fino Meligeni

#SOMOSTENIS

Chegamos no incrível número de 50.000 participantes ativos. Já levamos 1 ganhador pra Roland Garros e teremos ótimos prêmios nestes meses. Muito obrigado pela força.
Fernando Meligeni

Baixe o aplicativo para seu celular:




Veja a dica do backhand !!



Clinica de Tenis - Costao do Santinho

     Costão do Santinho informa sobre desconto de 15% na clínica de tênis e valor especial para grupos.


*Valores informados são referente a hospedagem com taxas, com 15% de desconto válido para pacotes à partir de 7 noites. Cobrar o Requerimento de R$ 1.750,00 p/ 1º adulto fixo *a partir de 12 anos*, 2º adulto desconto de 10% (R$ 1.575,00),  CHD de 5 a 11 anos (requerimento R$ 1400,00) para participação na clínica de tênis.

Clínica de tênis em Garibaldi

Bom dia amigos tenistas.

Belo evento para prestigiarmos em Garibaldi, em data que não coincide com etapa do circuito.


segunda-feira, 12 de junho de 2017

Etapa de VACARIA do CTSG - Copa Santa Tereza

Bom dia tenistas da serra !!!



Está chegando a etapa de Vacaria do Circuito !!

A organização está mobilizada e este ano está promovendo muita coisa bacana. Para essa etapa,  o jantar para quem se inscrever no segundo final de semana, fará parte da inscrição. Com vinho e espumante !!!  Também teremos espumante para os finalistas de todas categorias e degustação durante o torneio.




PRESTIGIE !!!!

Inscrições pelo site: www.ctsg.com.br

terça-feira, 23 de maio de 2017

Aberto de Tênis FGT. RJ receberá etapa estadual.




Caxias do Sul (RS) - O sempre tradicional Recreio da Juventude receberá entre os dias 02 a 04 de Junho mais uma 
edição do Aberto de Tênis de Caxias do Sul, que tem pontuação como Grupo 2 no Ranking Estadual da Federação 
Gaúcha de Tênis e faz parte do "Circuito FGT 2017", sempre com as disputas nos módulos Classes, Seniors e 
Infanto.

As inscrições podem ser efetuadas até o dia 29 de Maio pelo site da FGT: www.fgtenis.com.br

Mais informações:
Recreio da Juventude
Tel: (54) 3028-3555
Site: www.recreiodajuventude.com.br

Realização: Recreio da Juventude

Fonte: Federação Gaúcha de Tênis

segunda-feira, 22 de maio de 2017

ESCOLINHA DE TÊNIS DE VACARIA JÁ CONTA COM 230 CRIANÇAS.




No início do ano, com a troca da administração das quadras de tênis em Vacaria, surgiu o Tênis Santa Teresa, que tem como objetivo principal aumentar o número de tenistas na Cidade, qualificá-los e ter um local com boas quadras e aprazível.

Já em Março, iniciou-se a Escolinha de Tênis para crianças e adolescentes de 04 a 16 anos, em parceria com a Associação dos Meninos e Meninas Assistidos, fruto de projeto social com diversos patrocinadores, onde as aulas de tênis são gratuitas para os alunos da rede pública e subsidiada para os da rede particular.

Para poder conseguir dar aula a todas as crianças e adolescentes, foram construídos outros dois núcleos de atividades com quadras de mini tênis cobertas e qualificado os instrutores para trabalhar na forma de escola de tênis. Além disso, as três quadras de saibro cobertas receberam completa reforma e foram construídos banheiro e ampla sala de estar e para palestras aos alunos.



Visando ainda dar mais qualidade, o Tênis Santa Teresa firmou parceira com a rede de Escola de Tênis de São Paulo TÊNIS+, cuja inauguração será dia 08 de julho, durante a etapa do Circuito da Serra de Tênis.

Já pensando no futuro, foi apresentado o projeto a nível federal e, se aprovado, no segundo semestre será ampliado para 300 crianças e adolescente e a 400 para o próximo ano.





Luís Augusto, um dos idealizadores do projeto, afirma que o principal objetivo da escolinha de tênis é transmitir valores que esse esporte nos passa, mas também proporcionar uma atividade física diferente da habitual oferecida sem distinção de classe social e, ainda, sonhando alto, um dia surgir um grande tenista oriundo deste projeto, pois somente pode colher um fruto, se um dia foi plantada a semente.

Que belo exemplo a ser seguido !

A etapa de Vacaria do CTSG está marcada para ocorrer nos finais de semana de 30 de junho a 9 de julho.

PRESTIGIE !


quinta-feira, 18 de maio de 2017

10º Tennis Cup Indor - Bohrer - Cxs do Sul

Abertas as inscrições para 10º Tennis Cup Indor
No 1º Final de Semana (02/06 - 04/06) acontecerão as seguintes categorias: 2ª SM, 35A, 2ª SF, 4ª SM e 55 Anos
No 2º Final de Semana (09/ 06 - 11/06) acontecerão as seguintes categorias: 1ª SM, 35B, 1ª SF, 3ª SM, 45 ANOS e infantil)
Categorias do primeiro final de semana que alcançarem o número superior à 32 jogadores, poderão terminar em 2 finais de semana, sendo que o torneio tentará fazer com que os jogadores inscritos em 1 categoria não tenham que jogar mais que 5 jogos em um final semana. 
[ INSCRIÇÕES AQUI ]
Lembrando a todos que respeitem o bom senso em caso de WO. Sempre avise a organização do evento caso não compareça.


segunda-feira, 8 de maio de 2017

Lições do tênis para a vida profissional (Lptennis)


O esporte é um importante aliado na formação dos indivíduos, construção de princípios e valores, ajudando sensivelmente no desenvolvimento de áreas como comportamento, concentração e trabalho em equipe. Em países como os Estudos Unidos, por exemplo, estão diretamente ligados a todas as fases do sistema de ensino, amparados por grandes investimentos e por um bom apelo midiático, desde o ensino primário até a faculdade.
Em muitos casos a prática de esportes é incentivada por familiares e amigos próximos, como conta o jornalista e estudante de Direito, Henrique Moretti, de 28 anos, que começou a jogar tênis aos 11 anos de idade incentivado pelo seu tio e hoje disputa torneios de primeira classe da Federação Paulista de Tênis “Até os 16 anos disputei as categorias A da FPT e sonhava em ser profissional, mas percebi que a vida de treinamentos de um tenista é realmente muito difícil e sacrificante - eu não daria conta”. 
Henrique Moretti em ação, o tenista coleciona 10 títulos e 10 finais da FPT
O tênis é um esporte que exige muito treinamento e disciplina, mesclando a questão do preparo físico com o psicológico, no qual cada jogada demanda uma tomada de decisão, situações tão corriqueiras na vida profissional. Não é a toa que vários tenistas após encerrarem suas carreiras viraram empresários de sucesso como os casos dos brasileiros Luiz Mattar, presidente  de um empresa de terceirização de tecnologia e serviços, Márcio Torres, que hoje comanda uma empresa que gerencia carreira de vários esportistas como: os irmãos Bryan, Bruno Soares e Thiago Monteiro e de Jorge Paulo Lemann, maior empresário do país.
Veja algumas lições que podemos tirar da quadra e levar para o escritório

Pensamento estratégico, concentração e disciplina

Costumam a dizer que boa parte do sucesso no tênis está na capacidade mental de quem o pratica, pois o tenista lida com situações diversas ao longo do jogo, precisando tomar importantes decisões em questão de segundos. 
O tênis exige um grande preparo psicológico e disciplina, e a concentração deve ser total. Em um escritório ou no trabalho, o raciocínio rápido aliado a tomada de decisões podem ajudar na resolução de problemas complexos. “O tênis me trouxe muito aprendizado para a vida pessoal e profissional, especialmente em termos de disciplina, treinamento e determinação. Isso me ajudou bastante quando comecei a estudar para concursos públicos, em que cumprir o planejamento proposto é fundamental” afirma Henrique, que já foi aprovado em 15 concursos públicos de nível médio e superior. 

Treinar é preciso

A palavra repetição é comum ao tênis, no nível profissional os tenistas treinam incansavelmente saques, voleios, forehandsbackhands, em busca de chegar o mais próximo da perfeição e reduzir o percentual dos erros.
O exercício de suas habilidades diariamente o levam a se tornar perito em determinada atividade. Quanto mais você faz algo, menor a chance de errar e ter insucessos. 

Aprender a lidar com erros e se perdoar

Em um esporte tão desafiador e fascinante, saber controlar os nervos e partir para o próximo ponto é um fator fundamental. Não se deixar abater por decepções passadas e seguir firme rumo ao seu objetivo final. O tênis dá a visão macro do objetivo. Entre um game e outro, saber jogar com inteligência os pontos importantes é fundamental, mas caso não se obtenha sucesso na tentativa anterior, jamais abaixar a cabeça, saber se perdoar e continuar lutando. 
No mundo dos negócios a lógica é bem parecida, pois o profissional é testado a todo momento, em diversas situações e deve demonstrar boa desenvoltura para conseguir entregar os melhores resultados. Diferentemente dos 25 segundos que o tenista tem para pensar na estratégia do ponto, fora das quadras o tempo é maior e deve-se aproveitar a nova chance com otimismo e perseverança. 

Inspiração e network

No Brasil, o tênis ainda é considerado um esporte caro e praticado pelas classes mais altas, fato este que vem mudando, devido aos projetos sociais e o incentivo à prática do esporte por meio de clínicas e instituições. Em muitos filmes, por exemplo, pode-se observar que o cotidiano esportivo dos empresários é retratado pelas partidas matinais de tênis.
Logo, o esporte é muito comum entre empresários, líderes e influenciadores, que podem enriquecer sua rede de contatos e o intercâmbio de experiências. É muito comum após uma partida que os jogadores conversem e encontrem afinidades profissionais, que podem levar ao fechamento de acordos e negócios, ou obter ainda mais inspiração e conhecimento.

Saúde é o que interessa

A prática do tênis colabora e muito para o bem estar e uma vida saudável. Além de garantir alto índice de queima calórica, libera endorfina que dá a indescritível sensação de prazer, além de promover melhora nas capacidades respiratória e cardiovascular. Alivia a tensão e o estresse. 
Para estar apto a passar horas frente ao computador ou em longas reuniões, o profissional deve priorizar sua saúde para evitar quaisquer tipos de problemas de ordem médica. E nada melhor que após um exaustivo dia de trabalho pegar o par de tênis e uma raquete e ir para a quadra se divertir. 
FONTE: http://blog.lptennis.com/licoes-do-tenis-para-a-vida-profissional/


Anderson Moraes

Relações públicas e especialista em mídias sociais e corresponsável pelo blog da Lptennis.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

WobyPlay - BAIXE GRÁTIS! E comece a marcar seus jogos.

     No Wobyplay é muito simples convidar seus amigos para uma partida de tênis! 🎾 

     Basta preencher os campos indicados e selecionar um grupo ou os amigos que deseja convidar 
😄


     Baixe o Woby e simplifique sua vida 









quinta-feira, 27 de abril de 2017

53ª Copa RS 2017 - Caxias do Sul.

Recreio da Juventude recebe competição 

Caxias do Sul (RS) - O tradicional Recreio da Juventude receberá os tenistas
infanto-juvenis gaúchos para a 53ª edição da Copa RS, entre os dias 28 de abril a 1º de maio.
Serão disputadas as categorias de 12 a 18 anos, masculino/feminino simples/duplas.
Este torneio tem pontuação máxima no Ranking Estadual da FGT (Grupo 1).
Haverá cerimônia de abertura com desfile de delegações.
É de suma importância a participação de todos o clubes participantes na cerimônia de abertura.

Programação Divulgada: 

Mais Informações:
Departamento Técnico FGT
Tel: (51) 3226-5734/3224-6348

A Tretorn é a Bola Oficial da Federação Gaúcha de Tênis


12º Open de Tênis Clube Comercial de Passo Fundo


Passo Fundo (RS) - As inscrições para o 12º Open de Tênis Clube Comercial de Passo Fundo estão reabertas no site da FGT.
O torneio será disputado entre os dias 05 e 07 de Maio.
As inscrições podem ser feitas pelo site da FGT (www.fgtenis.com.br)
Se porventura algum tenista não possa participar nesta nova data, deve cancelar sua inscrição junto a FGT.
Este torneio é válido como Grupo 2 (Circuito FGT 2017)
pelo Ranking Estadual da Federação Gaúcha de Tênis 

 12º Open de Tênis Clube Comercial de Passo Fundo
Inscrições até o dia 02 de Maio/2017
Local: Clube Comercial de Passo Fundo
Categorias Classes, Seniors e Infanto Juvenil

Premiações:
1ª Classe Masculina
Campeão: R$ 1.200,00
Vice Campeão: R$ 600,00
Semi Final: R$ 150,00

2ª Classe Masculino
Campeão: R$ 300,00
Vice Campeão: R$ 150,00

35 A Masculino
Campeão: R$ 250,00
Vice Campeão: R$ 150,00

Premiação Categorias Infanto:
14/16/18 Masc
14/16 Fem

Avaliação física completa
Avaliação Médica
Ergoespirometria
Avaliação Postural
Baropodometria
Avaliação Nutricional
Acompanhamento de um ano para o atleta premiado


Haverá troféus e camisetas para todos os participantes.
Válido como grupo 2 pelo Ranking Estadual da FGT (Circuito FGT 2017)
Participação especial: Marcos Daniel
5 mil reais em premiação distribuída

Organização: Bocchese/Simonetti Tennis

Mais Informações:
Prof. Nando Bocchese
Tel: (54) 9.9170-0234

Prof. Gustavo Simonetti
Tel: (54) 9.9995-7327

Supervisão: Federação Gaúcha de Tênis
A Tretorn é a Bola Oficial da Federação Gaúcha de Tênis


terça-feira, 25 de abril de 2017

O duro caminho dos tenistas juvenis no Brasil

Longe do glamour, juvenis se apoiam na família e superam até fome no caminho até o tênis profissional

Fonte: http://esportes.estadao.com.br

Esqueça o glamour de Wimbledon, a entrada triunfal dos tenistas no ATP Finals e todo o entretenimento dos torneios norte-americanos. Deixe de lado também o placar luminoso, os boleiros com toalhas à espera dos tenistas e até o juiz de linha. No mundo dos jovens atletas das raquetes, isso é distante no Brasil.  
Placar até existe, mas é manual e atualizado a cada dois games, para não sobrecarregar os atarefados e raros pegadores de bola. Árbitro, só de cadeira, quando tem. A toalha fica pendurada no alambrado enferrujado ou no cadeado da quadra. 
Foto: Cristiano Andujar/CBT
Gabriela Azambuja: tenista conta com a ajuda da mãe, que passou a fazer e a vender bolos, para participar de torneios
Gabriela Azambuja: tenista conta com a ajuda da mãe, que passou a fazer e a vender bolos, para participar de torneios
Assim é a vida dos tenistas juvenis no País. Juntam-se lesões, falta de apoio, ansiedade e até fome. O brasiliense Paulo Saraiva se enquadra nesses casos.  
Nascido numa família humilde, de pai pedreiro e mãe diarista, o jovem de 16 anos se encantou pelo tênis num projeto social em Itapoã, cidade a 15 km de Brasília. O primeiro jogo foi em casa. “Paulo, você já viu filho de pobre jogando tênis?”, implicava a mãe antes de ceder.  
A entrada no circuito juvenil surgiu com o apoio do treinador. Antônio Lindoso identificou talento no rapaz. E deficiências na parte alimentar. “Percebia que, após uma hora de treino, ele começava a tremer.” Saraiva ia para o treino sem tomar café da manhã porque não tinha comida suficiente em casa.  
Lindoso, então, passou a dar frutas e verduras ao garoto. Ajudava com raquetes e bolinhas. Pagava para treiná-lo. Os resultados começaram a aparecer. Saraiva conquistou títulos locais e nacionais. Em 2016, tornou-se o número 1 do Brasil até 16 anos. Mas a boa colocação não evita os apuros de quem tenta romper o estigma de que tênis é um esporte elitizado.
Em 2016, perdeu na estreia num torneio em Salvador. Como não tinha dinheiro voltar, ficou uma semana lá esperando a mãe juntar os trocados. “Treinava na casa de um amigo do meu treinador. E tinha um restinho de dinheiro para comer”, conta. 
O técnico acredita em seu pupilo. No entanto, esbarra numa barreira econômica ainda maior nesta fase. É o momento da delicada transição do juvenil ao profissional, com as caras viagens e a necessidade de pontuar na Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), primeiro sinal de profissionalização do atleta.  
Neste processo de transição, que é um grande funil para os aspirantes, Saraiva apostou numa “vaquinha online” no site Kickante. A meta era obter R$ 30 mil para um giro de torneios na Europa. Arrecadou R$ 9 mil. Conta agora com um mecenas na Espanha. Um experiente treinador conheceu sua história e ofereceu estrutura para treiná-lo gratuitamente. Mas os custos de viagem e hospedagem ainda pesam sobre o jovem brasileiro.
DO BOLO À BOLA
A busca por recursos é tão exigente que mobiliza famílias mais abastecidas. É o caso de Gabriela Azambuja. Filha de um promotor de Justiça, a jovem de 17 anos é de Palmas, no Tocantins, mas mora e treina em Itajaí (SC), a quase 2 mil km de distância de casa, na ADK Tennis, que vem se tornando celeiro de jovens tenistas no País. 
Os recursos do pai, contudo, não são suficientes para bancar a menina em torneios na América do Sul e os custos da família, que conta com a mãe, dois irmãos – um deles na faculdade – e um neto. A mãe Mery Azambuja, dona de casa, aprendeu a fazer bolos e começou a vendê-los para ajudar a filha tenista. “Aprendi só para poder vender e ajudá-la. O patrocinador oficial agora sou eu”, brinca. 
Com os esforços, Gabriela começou o ano como número 1 do juvenil brasileiro. Longe de casa e do clube onde treina, seu maior desafio aconteceu fora da quadra. Sem recursos para viajar de avião, precisou de três ônibus e dois dias de viagem para voltar de Punta del Este no ano passado. Viajou sozinha, então com 16 anos, sem a companhia do treinador. Mas a experiência e os pontos fizeram a “aventura” valer a pena. “Fui vice-campeã daquele ITF”, comemora a jovem tenista, com suas unhas azuis e jeito de menina.  
“Mais da metade dos meus custos é bancado pelos meus pais. O tênis é um esporte caro, né? É muito sacrifício da família. Meus pais abrem mão dos sonhos deles para bancar as minhas viagens. Mas, se Deus quiser, esse sacrifício vai valer a pena”, comenta a jovem Gabriela. 
O mineiro João Ferreira, tido como promessa, compartilha desta preocupação. “Minha família sempre me ajudou. E, às vezes, isso até acaba me gerando ansiedade nos jogos, para dar uma contrapartida ao sacrifício deles”, diz o tenista de 16 anos, filho de pais dentistas. 

O começo é difícil. Gustavo Kuerten penou antes de estourar em Roland Garros. “Foi nesta transição, quando estava entre os cinco melhores do mundo, que perdi o patrocínio. Nos seis meses seguintes, perdi para todo mundo, sem confiança. O Larri (Passos) me botava para treinar na marra e me fazia acreditar”, contou Guga ao Estado.

terça-feira, 18 de abril de 2017

X ABERTO DE TÊNIS - FLORES DA CUNHA

4a. Etapa CTSG 2017
Sociedade Recreativa Aquarius - Flores da Cunha
De 12 a 14 e 19 a 21 de maio de 2017
Inscrições limitadas até 09/05 Adulto: R$ 65,00 Infanto: R$ 40,00


domingo, 2 de abril de 2017

#SomosTenis App Fino Meligeni

Ola tenista !!  O Fernando "Fino" Meligeni está com um projeto muito legal !! 
É um aplicativo com informação sobre tenis. Resultados, Chaves, notícias. Mais que isso, no aplicativo estou colocando vídeos como as Dicas do Fino e os jogos do Fino na net e mais alguns vídeos diferentes. Mas o mais legal com certeza são os prémios. 

Os prémios do app são desde raquetes, roupas de tenis, tem clínicas  de tenis comigo, bate bola individual comigo e o grande prémio. Uma viagem para Roland Garros com direito a credencial que os familiares tem quando o jogador entra na chave principal. Com essa credencial você pode entrar na sala de jogadores, refeitório e vai assistir os jogos do meu lado. 1 ganhador vai comigo pra Roland Garros e outro vai para outro Master 1000. Sensacional.

Para entrar no app é simples. Você baixa ele de graça. Para concorrer a viagem você paga um fee pequeno e pode ser sorteado para todos os prémios.  Ta tudo explicado lá.

Detalhe. Se você baixar hoje você consegue sem problemas. Hoje apenas os clientes Tim conseguem pagar e concorrer aos prémios. Em pouco mais de 1 semana os clientes Vivo vão poder concorrer e se cadastrar. Os da Claro esperamos que em 1 mês mais ou menos. 

Segue abaixo o link para baixar o app. 
#set @somostenisbr 

https://goo.gl/nPrD2f