Notícias da hora

Loading...

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

WimBelemDon ensina crianças a jogar tênis e a sonhar com o futuro

Fonte: http://redeglobo.globo.com

Projeto funciona há 14 anos no bairro Belém Novo, em Porto Alegre

WinBelemDon (Foto: Divulgação/WinBelemDon) 
Aulas acontecem de segunda a sexta-feira na quadra no bairro (Foto: Divulgação/WimBelemDon)
      Há 22 anos, Luciane e Marcelo Ruschel formam um casal. Há 14, são responsáveis por projetar, juntos, sonhos na vida de mais de cem meninos e meninas que têm entre seis e 18 anos e moram nas proximidades do bairro Belém Novo, em Porto Alegre. Eles são os criadores do WimBelemDon, um projeto que oferece aulas de tênis e outras atividades extra-curriculares de graça para jovens em situação de risco na comunidade.

      - Eu passava todos os dias em frente a uma quadra abandonada no bairro e ficava pensando quantas coisas legais poderiam ser feitas ali. Foi quando colocaram uma placa de aluga-se na quadra. Eu fui correndo alugar, depois pensei na concretização do projeto - explica Marcelo Ruschel sobre o início do WimBelemDon.

http://redeglobo.globo.com/rs/rbstvrs/indoalem/noticia/2014/08/winbelemdon-ensina-criancas-jogar-tenis-e-sonharem-com-o-futuro.html

     As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, no turno inverso ao escolar. Todos os alunos fazem oficinas de matemática, português, inglês, contação de história, cinema e, claro, tênis. Tudo isso com o objetivo maior de fazer todos se considerarem como parte da sociedade e assim possam buscar um futuro positivo .

      Uma das melhores alunas de Luciane e Marcelo é Jaleska, que participa há 10 anos do WimBelemDon e já está na faculdade. A estudante pretende fazer curso para ser treinadora de tênis e no futuro se tornar árbitra. Ela conta que o projeto é o principal responsável por suas conquistas:

      - Ele abre portas para mundos diferentes da nossa realidade. Acho que eles (Luciane e Marcelo) são nossos segundos pais. Essa dedicação nos ajuda a ter esperança de conseguir conquistar esses sonhos. Eles nos ajudam a sonhar juntos e é muito bom sonhar - revela Jaleska.

      O nome curioso é um trocadilho com o torneio de tênis mais tradicional do mundo, Wimbledon, que acontece em Londres, uma referência ao local onde os pequenos aprendizes podem chegar. Mas muito mais do que ensinar um esporte, o projeto busca o desenvolvimento de habilidades e atitudes. Assim como em quadra eles aprendem a vencer obstáculos, fora dela é possível projetar o mesmo, possibilitando o sonho de ir além.

      - Não é questão de formar bons tenistas e sim bons cidadãos, usar o tênis como meio de inserção social. São vários elementos positivos que fazem com que a gente acredite no potencial de todos. Já temos muitos ex-alunos na universidade, eu acho que dá para fazer mais, é só querer.

domingo, 17 de agosto de 2014

Forehand em 3 fases, por Prof. Dr. Ludgero


Fase 1 Empunhadura




      A empunhadura mais adequada e também mais utilizada pelos profissionais é a semi-western. Esta empunhadura é um meio termo entre a eastern e a western. Portanto, sua principal característica é a versatilidade: o tenista consegue golpear uma bola mais plana (flat) (vantagem da eastern) e também consegue golpear uma bola com topspin (vantagem da western).


Vantagens e Desvantagens de cada Empunhadura

Eastern
Vantagens:
• ótima empunhadura para aprender o forehand;
• facilita os golpes de ataque, mais planos;
• rápida mudança para outras empunhaduras como a continental.
Desvantagens:
• dificulta golpear bolas altas;
• difícil para sustentar longas trocas de bola (maior risco).


Semi-western
Vantagens:
• versatilidade: permite imprimir topspin à bola em trocas de bola e também executar uma bola mais plana para um winner, por exemplo.
Desvantagens:
• pode ser complicado para golpear bolas muito baixas;
• exige uma considerável mudança para a empunhadura continental.


Western
Vantagens:
• permite gerar muito topspin;
• permite golpear bolas altas.
Desvantagens:
• grande dificuldade para golpear bolas baixas;
• demanda a geração de altas velocidades da raquete e severas ações do antebraço e punho.



Área de Contato


Estudo Científico

Um estudo de ELLIOTT (2003) mensurou o ângulo da raquete durante a fase de forward swing (logo antes do impacto). Os seguintes dados foram encontrados: 
• Flat: entre 25 a 30º;
• Topspin: entre 35 a 45º;
• Lob Topspin: entre 50 a 70º.

     Na prática, isso significa que quanto mais o tenista quer gerar topspin, mais ele deve “fechar” a cabeça da raquete. Porém, quanto mais “fechada” a cabeça da raquete, menor a área de contato com a bola, aumentando assim sua chance de errar o golpe.


Empunhaduras utilizadas pelos tenistas TOP 10 – Julho 2014 




Mito ou Verdade?

É verdade que Rafael Nadal utiliza uma Western no golpe de forehand?

Pelo fato de imprimir muito topspin à bola, muitas pessoas acham que o tenista Rafael Nadal utiliza a empunhadura western no forehand. 

Mito. Na verdade, ele utiliza uma empunhadura semi-western. A linha azul mostrada abaixo, representa a empunhadura western. Repare que a falange proximal do dedo indicador (ponto que tomamos como base para caracterizar a empunhadura) se posiciona acima desta linha azul, revelando portanto uma semi-western.


Estudo de Caso


      Uma importante vantagem da empunhadura semi-western em detrimento da western é a possibilidade de realizar o contato raquete-bola mais à frente do corpo. Perceba nas fotos ao lado, através da sobreposição, a diferença entre as distâncias de contato. 



Fase 2 Utilização da técnica "unit turn"

      A técnica “unit turn” consiste em fazer os três movimentos básicos da preparação do golpe em apenas um tempo.
Esses três movimentos são:
1.condução da cabeça da raquete para trás;
2.rotação do quadril para trás; e
3.flexão dos joelhos.
      Essa técnica foi desenvolvida como adaptação ao tênis moderno - mais rápido – e que exigiu uma preparação mais rápida. A técnica utilizada anteriormente se chamava “multisegmentar turn”, onde o tenista também realizava estes três movimentos, porém, um de cada vez.

      Quanto mais cedo você finalizar a preparação do golpe, mais tempo vai sobrar para fazer os ajustes de posicionamento antes de bater na bola.

      Perceba nas fotos abaixo, que na técnica “unit turn”, não é o ombro que conduz a raquete para trás, e sim o quadril.



Fase 3 Executar o “loop” com a cabeça da raquete na altura ou acima dos ombros



      O termo “loop” pode ser entendido como o movimento realizado para conduzir a raquete para trás. Se este movimento for realizado com a ponta da cabeça da raquete próxima ou acima da linha dos ombros, a trajetória será mais curta, e portanto mais rápida. Com essa trajetória abreviada, o tenista terá mais tempo para executar os próximos movimentos do golpe: passos de ajuste, flexão do joelhos, aceleração da raquete, entre outras.

           


FONTE: http://www.ludgerobraga.com/ 
http://www.ludgerobraga.com/

quinta-feira, 31 de julho de 2014

A História do Tênis.

      Surpreendentemente, o desenvolvimento histórico do tênis remonta milhares de anos.



     Pesquisas e estudos históricos mostram que o esporte era jogado na cultura da Grécia antiga. A história do Jogo de Tênis foi desenvolvida a partir do século 12 Francês de um jogo de mão chamado “Paume” (palma). Nesse jogo a bola era golpeada com a mão.
Depois de algum tempo, o jogo chamado de “Paume” produziu outro jogo de mão: o “Jeu de Paume” (jogo de palma) aonde começou a ser usadas raquetes.

     O jogo foi primeiramente criado por monges europeus para as funções de entretenimento durante ocasiões cerimoniais. Primeiramente, a bola era atacada com as mãos. Mais tarde luvas de couro vieram a ser usadas. As luvas de couro então foram substituídas com adaptações para as mãos para um melhor arremesso e saque da bola. Esse foi o nascimento da raquete de Tênis.

     Bolas tênis também sofreram modificações freqüentes. A primeira bola de tênis era de madeira. Mais tarde na história da bola de Tênis era preenchida com material de celulose dando mais balanço. Monges de toda a Europa praticavam a modalidade durante o século 14 muitas vezes com um certo desgosto da Igreja. O jogo se espalhou e se desenvolveu então na Europa.

     O jogo se tornou muito popular, especialmente na França, aonde foi adotado pela família real. No ano de 1316 o Rei francês Louis X morreu depois de um jogo “Jeu de Paume” (termo usado na época nessa etapa do Tênis Nobre na Inglaterra, Austrália e Estados Unidos), mas essa morte não prejudicou a popularidade e crescimento da modalidade.

     Entre os séculos 16 e 18 o jogo de palma foi altamente praticado por reis e plebeus. Os  jogadores franceses começariam as partidas dizendo “Tenez” (Play!). O jogo de palma logo começou a ser chamado de “tênis real” ou “nobre”.


1530 – Rei Inglês Henry VIII constrói uma quadra de tênis no “Hampton Court Palace” (essa quadra não existe mais mas uma similar foi construída no mesmo lugar em 1625 e esta em uso até hoje).

1583 – Primeira raquete na história do Tênis – A primeira raquete foi inventada na Itália.

1870 – Wimbledon – Em Wimbledon, distrito de Londres, foi criado o “All England Croquet Club”. O tênis ainda era jogado em quadras cobertas pela nobreza  e ricos empresários.


1873 – Regras do Tênis – Walter Wingfield inventou a versão do tênis real que pode ser jogado em locais abertos e no gramado. O jogo chamado “Sphairistike” (“Jogando bola” em grego) e foi primeiramente introduzido por Wales (Inglês), jogado em quadras com vitrais e em gramados por classes ricas.

     É ainda como se acontece hoje ao redor do mundo, o Tênis é praticado a partir de classes mais altas.
Walter Wingfield começa a promover caixas do “Sphairistike” que vem com dois pequenos  suportes para rede, uma rede, raquetes e bolas de borracha da Índia. Além de instruções sobre como jogar o jogo e como se comportar na quadra.
As caixas de Wingfield dão um inicio a moderna forma do Tênis, mas a única coisa que não funciona é o nome, e Wingfield logo percebe que seu subtítulo “tênis” é muito melhor do que a palavra grega “Sphairistike”.


1874 – Primeiro Torneio de Tênis nos Estados Unidos – Joseph and Clarence Clark (irmãos), adquirem uma das “caixas” de Wingfield para serem usadas na América, liderando o primeiro torneio de Tênis nos Estados Unidos mais tarde naquele ano.


1875 – Clubes Ingleses de “Croquet” – Henry Cavendish Jones convenceu grande parte dos participantes de Croquet na Inglaterra de substituir as quadras de Croquet por quadras de Tênis. O “Marylebone Cricket Club” seguiu também as trocas. “Marylebone Cricket Club” fez mudanças significativas para o jogo. Eles adicionaram o “Deuce”, “Advantage”, e duas chances por serviço. O formato das quadras também mudou para forma retangular, idênticas as medidas usadas hoje em dia.


1877 – Primeiro Campeonato Mundial – Realizado em Wimbledon – Worple Road – Londres. Patrocinadores eram os Clubes de Croquet. Somente 22 jogadores participaram do evento. O primeiro ganhador da historia foi Spencer Gore.


1880 – O smash foi criado no Tênis pela primeira vez pelos irmãos Renshaw em Winbledon. Eles dominariam Wimbledon por uma década, vencendo todos os campeonatos. smash é o golpe dado por sobre a cabeça, quando a bola vem alta do adversário.


1881 – Primeiro US OPEN – Fundado nos Estados Unidos a Associação Nacional de Tênis em gramados, aonde no mesmo ano é realizado o primeiro campeonato nacional de Tênis. Os competidores tinham que ser residentes americanos para poderem participar. O evento foi Realizado em “Rhode Islando” – Newport. O primeiro ganhador do campeonato Americano foi Dick Sears.


1884 – Primeiro Campeonato de Homem e Mulheres e também em duplas. Wimbledon é aberto a partidas femininas pela primeira vez na historia, são apenas 13 jogadores,  foram também introduzidas as partidas de duplas masculinas.


1887 – Nos Estados Unidos é aberto o campeonato feminino pela primeira vez. Lottie Dod é a primeira campeão do US OPEN.


1888 – LTA criada. A LTA (Associação de Tênis de grama) para manter as regras e princípios do Tênis.

1891 – Primeiro Campeonato Francês realizado. Aberto somente a residentes franceses.

1896 – Tênis se torna mais uma modalidade esportista incluída na Primeira Olimpíada Moderna.

1897 – Tênis Feminino incluso no campeonato Francês.

1990 – Copa Davis – Dwight F.Davis, estudante de Harvard, decide criar um time da universidade e cria uma competição entre Estados Unidos e Inglaterra. O campeonato primeiramente chamado de “”International Lawn Tennis Challenge Trophy” foi o nascimento para a Copa Davis mais tarde.


1905 – Austrália Open criado, os primeiros eventos disputados nos centros de Tênis da Austrália e Nova Zelândia, com alternâncias.

1912 – É formada a “ILTF” , Federação Internacional de Tênis em grama com a responsabilidade de cuidar dos 4 principais campeonatos ” Wimbledon, US OPEN, Australasian Open e Campeonato Francês.

1919 – Suzanne Lenglen ganha o primeiro titulo em Wimbledon. Ela foi a grande e primeira sensação do tênis, ganhando uma serie de 12 títulos entre os principais torneios, transformando então esses campeonatos no Grand Slam.


1922 – Australasian Open aberto a mulheres.

1927 – Criado o torneio Roland Garros, com a construção de novas quadras em Paris.

1930 – Raquetes de Tênis melhoradas, feitas agora a partir de madeira laminada.


1933 – Jack Crawford, Australiano, é o primeiro a conquistar os quatro Grand Slam na história.

1938 – O americano Don Budge é o primeiro jogador da história do Tênis a conquistar os quatro principais Títulos em um mesmo ano.


1953 – MAUREEN CONNELLY é a primeira mulher a ganhar oficialmente os quatro Grand Slam.


1959 a 1966 – Maria Esther Andion Bueno, brasileira, fica no ranking feminino como número um, durante sete anos consecutivos, fazendo história no tênis. Famosa pela elegância do estilo de jogo e pela potência do serviço, é considerada uma das maiores tenistas de todos os tempos.


1967 – Primeira raquete de metal criada pela Wilson. Wimbledon abere o campeonato a amadores e profissionais, deixando claro que o Tênis esta “mais aberto” a todos.


1968 – Chegada da Era aberta ao tênis.


1969 – O Australiano Rodney George é o primeiro tenista a conquistar os quatro principais Grand Slam no mesmo ano na nova era do tênis aberto.

1970 – Tie Break introduzido para o Grand Slam. O Tie Break seria desempate do jogo.

1972 – ATP Criada, dirigida por Jack Kramer.

1974 – Jimmy Connors, jogador americano, é considerado um dos maiores jogadores da década de 70. Tem a lendária marca de ter 109 títulos conquistados, é considerado o maior vencedor de títulos individuais da historia do tênis.


1976 – Primeira raquete de Fibra de Vidro criada por Howard Head.
 

1977 – USOPEN se muda para Flushin Meadows. O último USOPEN em Forest Hills começa com Renée Richards, um transexual que jogou ambas modalidades do mesmo campeonato, participando das classes masculina e feminina.

1980 – John McEnroe, famoso por seu temperamento forte, de xingar juízes e quase sempre reclamar de certos lances chega ao número um do ranking mundial do tênis. Em 1990 John McEnroe foi expulso da quadra e teve que voltar para casa nas oitavas de final do Austrália Open.
 
1983 – Tcheco, naturalizado norte-americano, Ivan Lendl, considerado por alguns como um dos melhores tenistas de todos os tempos,  se torno número um em 1983, como única frustração profissional não conseguiu ganhar o Grand Slam de Wimbledon.
1984 – Introduzida a quadra de Saibro Coberta. Tênis de volta aos jogos Olímpicos.

1985 – Boris Becker, jogador alemão e mais novo, venceu Wimbledon com apenas 17 anos de idade.

1987 a 1988 – Steffi Graf, jogadora da Alemanha, se torna a única mulher a vencer os quatro torneios do Grand Slam na mesma temporada (1988), No mesmo ano completou um Golden Slam — nome dado para quem vence o Grand Slam e o torneio de tênis dos Jogos Olímpicos no mesmo ano.

1988 – Australian Open se muda para um novo centro de quadras em Flinders Park, mais tarde renomeado de Melbourne Park, caracterizadas por ter a primeira quadra de tênis com teto retrátil do mundo.

1990 – Martina Navratilova, bate o recorde no tênis feminino sendo 9 vezes campeã de Wimbledon.

1994 – Quadra de Tênis de grama em ambiente fechado é criada pela primeira vez, com teto retrátil , em Halle – Alemanha. Martina Navratilova se retira do Tênis, tendo ganho 167 torneios, um recorde de 1438 partidas vencidas.

2000 e 2001 – Gustavo Kuerten, o primeiro brasileiro a fazer história no ranking mundial de jogadores. Termina o ano de 2000 como número um e 2001 como número dois.


2002 – VENUS & SERENA WILIAMS são as primeiras irmãs dentro do tênis a se tornarem número 1 e número 2 no ranking mundial da ATP.

2003 – Pete Sampras se retira das quadras ganhando ao total 64 titulo e tendo um  recorde de 14 titulos de Grand Slam adquiridos. dois Australian Open, cinco US OPEN e 7 Wimbledon.

2004 – Roger Federer faz história no tênis se tornando o primeiro jogador da história  a  ganhar três dos quatro Grand Slam no mesmo ano. Ele também adquire os onze melhores ATP títulos , incluindo a Masters Cup. Roger Federer também tem o recorde de vencer 13 vezes consecutivas finais.

2006 – Andre Agassi se retira das quadras.

2007 – Rafael Nadal bate o recorde de 81 vitórias diretas em quadra de saibro. Roger Federer se torna o primeiro jogador de tênis a vencer quatro vezes o US OPEN, o primeiro homem na história do tênis desde Bill Tilden, em 1920 a vencer quatro títulos Aberto dos EUA consecutivos, batendo o sérvio Novak Djokovic na final.

2009 – Roger Federer se torna o maior jogador de tênis de toda a história com a sua vitória no “French Open” . Federer se junta a Fred Perry, Don Budge, Rod Laver, Roy Emerson e Andre Agassi como vencedor de todos os quatro títulos de Grand Slam, e equivale a 14 títulos de Grand Slam reivindicado por Pete Sampras – que nunca conseguiu vencer no saibro de Roland Garros. Em 20 de Abril, Marat Safin e Dinara Safina se tornou o primeiro irmão e irmã a atingir número um do mundo na história do tênis. Marat foi chega  ao topo do ranking, em 20 de Novembro de 2000. Roger Federer segura o 1 º lugar na final do Seson com uma vitória sobre Andy Murray em três sets na ATP Finals em Londres.


2010 – Roger Federer e Rafael Nadal se tornam dois grandes nomes na história do tênis. Com recordes quase insuperáveis ambos possuem estilos de jogo totalmente diferentes e ao mesmo tempo uma qualidade que fascina os fãs e seguidores do esporte.
Rafael Nadal é o tenista com maior número de vitórias seguidas sobre saibro na história do tênis. Rafael Nadal faz parte do seleto grupo de tenistas que venceram todos os principais torneios da ATP e é o segundo tenista em todos os tempos a completar o Golden Slam. Rafael Nadal é o número um no ranking mundial. Nadal , assim como Roger Federer é considerado uma ótima pessoa fora das quadras, esbanjando simpatia e carisma.
Roger Federer, Suíço, número dois no ranking mundial, considerado por críticos, analistas esportivos, ex-tenistas, como o melhor jogador de tênis de toda a historia do tênis. Em 2004 alcançou a posição de número um do ranking mundial e tem o recorde na historia do tênis de permanecer nessa marca por 237 semanas consecutivos, entre muitos outros recordes já adquiridos. Federer é conhecido não só por sua eficiência em quadra, mas também por ser considerado um bom homem, simpático, conquistando a simpatia até mesmo de seus adversários.

Fonte: http://quadratenis.com.br

O estilo e a origem.


     Viviam-se os loucos anos da década de 1920 quando o capitão da equipa francesa de ténis, Allan H. Muhr, apostou com René Lacoste uma mala de pele de crocodilo se este conseguisse que a equipa francesa, conhecida pelos mosqueteiros, fizesse um bom jogo na Taça Davis. Et voilá!

     A aposta, testemunhada por um jornalista do Boston Evening Transcript, George Carens, foi descrita neste vespertino, onde surgiu, pela primeira vez, a referência ao crocodilo. O público adotou, mais tarde, esta alcunha para descrever o estilo e a tenacidade do empreendedor. O seu amigo Robert George, ilustrador, foi o responsável pelo desenho do animal que René Lacoste passou a ter bordado em todos os blazers que usava nos campos de ténis.

     Na realidade, René Lacoste perdeu o jogo que esteve na origem da aposta e só viria a conquistar a sua primeira vitória em 1927. Mas, além da sua tenacidade, o seu estilo era referência até na imprensa desportiva, que elogiava a sua classe e elegância. O polo Lacoste representava tudo isso, sobretudo tenacidade, elegância e descontração. E foi o início de uma ligação entre moda e ténis que continua até hoje, passando a ser, inclusive, uma das tendências incontornáveis nesta estação.

     Foi também nos anos da década de 1920 que a irreverência começou a invadir os jogos femininos com as jogadoras de ténis a trazerem a influência das roupas usadas em cocktails para os campos de ténis, a subirem a bainha das saias dos tornozelos para os joelhos e a deixarem descair as cinturas, como era típico da altura. Se, nos anos 30, as silhuetas ganharam contornos mais femininos e as bainhas continuaram a subir, na década seguinte, foi uma atriz a causar frufru nos courts de ténis.

     Katherine Hepburn atreveu-se a rejeitar a tradicional saia e optou por uns elegantes calções de cintura subida. Não sabemos se ganhou muitos jogos, mas conquistou certamente a simpatia e a admiração de muita gente. Saias plissadas e mais rodadas, polos de alças e mangas cavas foram conquistando aos poucos os corpos femininos de quem se movia pelos campos de ténis, ainda que o branco teimasse em ser a cor central deste jogo.


 Confiram algumas fotos sobre a evolução das roupas femininas:

 Maria Sharapova (London 2012) – Hélène Prevost (Paris 1900)



Passo-a-Passo:









 

Atividade física x exercício físico

** Descer escada para ir ao trabalho, levar o cachorro passear, ir até o mercado na esquina, regularmente, NÃO É EXERCÍCIO FÍSICO, HEIN !!!!! Boa leitura....


    
     
















     A atividade física é entendida como todo movimento produzido pelos músculos esqueléticos com gasto energético acima dos níveis de repouso. Ou seja, todo movimento que realizamos no dia a dia, como: nadar, lavar o carro, passear com o cachorro, varrer a calçada, brincar, entre outros.
   
    Já os exercícios físicos são considerados como uma sequência sistematizada de movimentos de diferentes segmentos corporais, executados de forma planejada e com um determinado objetivo a ser atingido. Por exemplo: um passeio ao ar livre é considerado uma atividade física, enquanto uma caminhada orientada é um exercício físico, já que possui um determinado planejamento, como a intensidade, a duração e o objetivo, que pode ser a queima de gordura. Ambos trazem diversos benefícios para a saúde, como o controle do peso corporal, perda de gordura, diminuição da pressão arterial, redução do estresse, além de prevenir doenças como as cardiovasculares e o diabetes desde que seja realizado regularmente.

       Uma pessoa para ser considerada ativa e alcançar esses benefícios precisam de no mínimo 150 minutos de atividade física por semana, seja de forma contínua ou intercalada. O mais indicado é que seja realizado 30 minutos, 5 vezes por semana, ou 3 dias na semana com sessões de 50 minutos. Procure atingir intensidades moderadas para alcançar melhores benefícios.

       Contudo, esse tempo semanal é insuficiente para provocar mudanças na aptidão física e na composição corporal, sendo necessário progredir para 200 a 300 minutos. Para esses objetivos são aconselhados programas de exercícios físicos formais (elaborados por profissionais), com incremento das atividades físicas.

      Um programa regular de exercícios físicos deve possuir pelo menos três componentes: aeróbico (caminhadas, corrida, ginástica), resistido (musculação) e flexibilidade (alongamentos), variando a ênfase em cada um de acordo com a condição clínica e os objetivos de cada indivíduo.

      É essencial procurar atividades que lhe dê prazer para evitar começar a atividade e parar após algum tempo, pois uma semana sem exercícios já é o suficiente para provocar mudanças negativas na composição corporal e na aptidão física.

   
Referência:
 Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte.




A prática de atividade:
  • Melhora a autoestima e o desempenho sexual.
  • Diminui os riscos de depressão. 
  • Reduz o risco de infarto e doenças cardíacas.
  • Previne o surgimento de diabetes e AVC.
  • Fortalece as articulações, a musculatura e os ossos.

Mitos e verdades sobre atividades físicas
Mitos
Verdades
- Exercícios abdominais emagrecem.

Não é verdade. Sua função é tonificar e definir a musculatura do abdômen. A musculatura definida e ativa tende a gastar mais energia do corpo em repouso. Assim, a gordura corporal é reduzida gradativamente.
- Alongamentos são necessários antes dos exercícios.

Certíssimo. Eles preparam os músculos para contração e extensão de várias intensidades e as articulações para movimento de diversas amplitudes.
- Suar bastante faz bem para a saúde.

Errado. A desidratação provoca perda de rendimento físico. Antes de uma atividade física prolongada, é recomendável fazer uma hidratação extra de 400 a 600ml, 20 minutos antes.

- É melhor utilizar roupas leves durante as atividades físicas – sim. Elas não inibem os movimentos. Ao fazer atividade física o corpo libera calor (calorias). Por isso é importante que as roupas facilitem a troca com o meio externo.
- Comer carne à vontade auxilia na reposição da energia.

Não é bem assim. A proteína da carne é necessária na alimentação, mas carne em excesso pode sobrecarregar rins e fígado.
- Exercitar-se todos os dias é melhor para a saúde.

Verdade. Exercícios feitos esporadicamente não condicionam fisicamente. Você pode fracionar o tempo disponível, de forma que pratique algo todos os dias. Por exemplo, se não pode fazer uma atividade por 30 minutos, divida este em 3 de 10 minutos.
- Não se deve tomar líquidos durante o exercício.

O corpo precisa, sim, de água para regular a temperatura interna e repor as perdas pelo suor.
- É preciso fazer alongamento depois dos exercícios também.

Certo. É preciso relaxar a musculatura contraída.


Referência:
  http://vidasaudavel.sesi.org.br