Notícias da hora

Loading...

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Calendário 2015 - CTSG - Circuito de Tênis da Serra Gaucha

     Ola amigos tenistas,

     Abaixo segue calendário das etapas do CTSG - Circuito de Tênis da Serra Gaúcha 2015.

     Destaque para a nova etapa do CTSG.... VACARIA !!!!!  E também para o Recreio da Juventude, que foi o grande campeão 2014 e sediará a etapa MASTER, em dezembro/2015.

     Se programe e acompanhe a data limite abaixo, que é o prazo final para inscrições.

     Em breve, muitas novidades.


domingo, 18 de janeiro de 2015

Tênis baseado em Mindfulness: a nova "mente tenista".



     Olá, amigos tenistas!

     Feliz 2015 para todos leitores do blog do tênis da serra gaúcha!

   Iniciando esse novo ano gostaria de compartilhar com vocês uma "curiosa" oportunidade de abertura, clareza e lucidez mental oferecida a todos nós tenistas. Digo "curiosa" porque trata-se de um eficiente treinamento para aqueles que realmente estão abertos a experimentar cada situação com a curiosidade de algo novo, como por exemplo, como foi sua primeira aula de tênis. Ela foi única! Não houve outra igual nem antes nem depois dela.

     Uma prática milenar, nas últimas décadas, saiu de dentro dos templos e mosteiros do oriente e conquistou a comunidade acadêmica e científica ocidental tornando-se objeto de estudo de renomados cientistas e pesquisadores das áreas da medicina, neurociências e psicologia, entre outras. E por que não, nós profissionais ligados ao tênis e atuando diretamente nele, não entraríamos nessa nova, poderosa  e transparente onda deixando-nos banhar por toda sua energia renovadora?

     Essa prática meditativa, originada no Budismo e chamada de Mindfulness, foi recontextualizada para ser utilizada, primeiramente na área da saúde, nos EUA, na Universidade de Massachusetts, pelo professor do departamento de medicina, Jon-Kabat-Zin, na década de 90; desta forma e desde então, Mindfulness, antes praticada por monges, agora vem arrebanhando cada vez mais adeptos do campo científico e sendo investigada por neurocientistas interessados nos seus incríveis, benéficos e comprovados efeitos no cérebro.


     Os leitores, a essa altura, devem estar se perguntando como esse tema pode dialogar com o tênis e interessar ao mesmo. A excelente notícia é que o esporte em geral já está se beneficinado dos efeitos positivos de Mindfulness. Os tenistas agora já tem a sua disposição uma poderosa ferramenta que os ajuda a estar, principalmente em quadra, em um estado mental de consciência plena e com plena presença no aqui e no agora, ou seja, momento a momento, mente e corpo, presentes e concentrados no jogo, ou ainda em outras palavras, jogando ponto a ponto com consciência e atenção plena!
     O estado psicológico de Mindfulness é desenvolvido e treinado por meio de diversas técnicas meditativas e a mais amplamente difundida e utilizada é aquela na qual o foco de atenção recai sobre o simples ato de RESPIRAR.

     A respiração serve de ponte entre o tenista e o instante presente; ela o traz e o centra nesse precioso instante. Quanto mais essa habilidade de se manter conectado e centrado ao momento presente é cultivada, maior o poder de concentração do tenista em quadra, menor o nível de ansiedade e do stress e, mais consistente se torna o estado de flow.

     O treinamento deste estado mental garante ao tenista um amadurecimento cada vez maior no gerenciamento e regulação de suas emoções, sua impulsividade e reatividade em quadra, principalmente diante de situações adversas, desenvolvendo consciência e concentração suficiente para direcionar o foco da atenção naquilo que mais interessa no momento da partida: jogar cada ponto como se fosse único, sem ruminar os erros que passaram e sem pensamentos e preocupações sobre os pontos que virão. Comprovadamente, há um incremento do sentimento de confiança e segurança no tenista, bem como os padrões de respostas emocionais se tornam mais equilibrados.

     Qualquer tenista, criança, jovem, adulto, amador ou profissional, pode se beneficiar dos resultados surpreendentes de Mindfulness. Atualmente, já há uma integração no trabalho da psicologia aplicada ao esporte e da terapia cognitiva-comportamental com práticas baseadas em Mindfulness. A psicologia vive hoje uma nova onda de teorias e práticas terapêuticas cognitivas-comportamentais chamadas de terceira geração e Mindfulness faz parte desta grande onda.

     Parando para centrar a atenção na respiração por alguns minutos diários, de maneira proposital, o tenista se capacita a entrar em sintonia consigo mesmo, monitorando, identificando e controlando seus pensamentos, seus sentimentos e sensações físicas, sem julgá-los nem criticá-los, abrindo-se a se permitir ter uma aceitação de si e da situação que experiencia a cada momento.  



     A mente do tenista se fortalece a tal ponto que os estímulos e as distrações externas não mais o perturbam nem tampouco os pensamentos negativos que vão, pouco a pouco, enfraquecendo e sendo substituídos por outros mais positivos, funcionais e úteis em cada situação vivida

     Novos padrões mentais são desenvolvidos, novos hábitos e atitudes são reforçados e as redes neuronais correspondentes se fortalecem criando uma "mente tenista" mais funcional e adaptada as demandas desse contexto.

     Mindfulness é uma forma particular e especial do tenista se relacionar consigo mesmo, com os outros e com seu desempenho.

     Convido a todos, nesse instante do aqui e do agora, a parar, respirar e centrar, por um minuto, sua atenção em sua respiração, deixando-a fluir em seu ritmo natural. Apenas respirando... inspirando, expirando... e permitam-se sentir os reais e poderosos efeitos da postura Mindfulness!

Um grande abraço a todos!

Maira Brenner Feier
Tenista e psicóloga atuando no tênis baseada em Mindfulness

domingo, 11 de janeiro de 2015

PRINCE lança linha 2015.



Linha de raquetes

TOUR 98 ESP
raqueteira
Power Level: 825 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 98 in2 / 632 cm2 Perfil: 21 mm
Peso: 310g sem cordas Balanço: 30.5cm / 12.0 in Grip: ResiPro
Swing: 285
Padrão de Cordas: 16 x 16
A Tour 98 ESP fornece um excelente spin e controle no manuseio da raquete durante os jogos. Ideal para jogadores que jogam muito no fundo de quadra com Topspin.


TOUR 98
raqueteira
Power Level: 775 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 98 in2 / 632 cm2 Perfil: 21 mm
Peso: 300g sem cordas Balanço: 32.0cm / 12.6 in Grip: ResiPro
Swing: 292
Padrão de Cordas: 16 x 20
A Tour 98 é a raquete perfeita para os jogadores que gostam do estilo de jogo clássico, combinando o controle e a precisão sempre presentes na Série Tour.

TOUR 100 ESP
raqueteira
Power Level: 900 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 100 in2 / 645 cm2 Perfil: 20/22/20 mm
Peso: 300g sem cordas Balanço: 31.5cm / 12.4 in Grip: ResiPro
Swing: 285
Padrão de Cordas: 16 x 16
A Tour 100 ESP é uma máquina de Spin. Para jogadores que visam dominar os pontos durante todo o jogo acrescenta 30% a mais de Spin nas batidas.


TOUR 100 T
raqueteira
Power Level: 850 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 100 in2 / 645 cm2 Perfil: 20/22/20 mm
Peso: 290g sem cordas Balanço: 32.5cm / 12.8 in Grip: ResiPro
Swing: 290
Padrão de Cordas: 16 x 18
Mais leve e de fácil manuseio, a Tour 100 T é excelente pra jogadores de fundo que buscam precisão nas batidas sem perder a potência.


TOUR 100 (16 X 18)
raqueteira
Power Level: 825 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 100 in2 / 645 cm2 Perfil: 18/20/18 mm
Peso: 310g sem cordas Balanço: 31.0cm / 12.2 in Grip: ResiPro
Swing: 295
Padrão de Cordas: 16 x 18
A Tour 100 (16X18) é flexível e potente. Esta raquete é ideal para quem busca precisão da linha de base sem abrir mão do spin e do controle. É utilizada pelo tenista espanhol Top 10 David Ferrer.


WARRIOR 100 ESP
raqueteira
Power Level: 1150 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 100 in2 / 645 cm2
Perfil: 24/26/22 mm Peso: 290g sem cordas Balanço: 32.5cm / 12.8 in Grip: ResiPro
Swing: 285
Padrão de Cordas: 14 x 16
A Warrior 100 ESP fornece um excelente spin e controle no manuseio da raquete durante os jogos. Ideal para jogadores que jogam muito no fundo de quadra com Topspin.


WARRIOR 100 PRÓ
raqueteira
Power Level: 975 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 100 in2 / 645 cm2 Perfil: 24/26/22 mm
Peso: 300g sem cordas Balanço: 32.0cm / 12.6 in Grip: ResiPro
Swing: 290
Padrão de Cordas: 16 x 19
A Raquete Warrior 100 PRÓ é um ícone das raquetes da Prince, construída de maneira tradicional, a Warrior Pró combina muito bem spin e potência para os jogadores que buscam um maior controle no fundo de quadra.


WARRIOR 100
raqueteira
Power Level: 1000 Comprimento: 27 in / 68.6 cm Cabeça: 100 in2 / 645 cm2 Perfil: 24/26/22 mm
Peso: 300g sem cordas Balanço: 32.0cm / 12.6 in Grip: ResiPro
Swing: 290
Padrão de Cordas: 16 x 19
A Raquete Warrior 100 é a arma ideal para jogadores agressivos que procuram variar a escolha dos golpes combinando força, spin e precisão. É utilizada pelo tenista americano especialista em saques John Isner.




Linha de raqueteiras
TOUR TEAM DUPLA - 6 RAQUETES
raqueteira
Dimensões: 73,7 x 20,32 x 30,5 cm
Cor: Preta com Laranja ou Preta com Verde
Itens: Térmica, repartições para acessórios e calçados.
Para quem procura uma Raqueteira Top de Linha com fácil manuseio, a linha Tour Team propicia uma experiência fantástica. Térmica, possui bolsos para armazenamento de calçados e roupas contando com zíperes para um melhor fechamento e com alças acolchoadas para um transporte mais confortável.


TOUR TEAM TRIPLA - 9 RAQUETES
raqueteira
Dimensões: 73,7 x 30,48 x 30,5 cm
Cor: Preta com Laranja ou Preta com Verde
Itens: Térmica, repartições para acessórios e calçados.
Para quem procura uma Raqueteira Top de Linha com fácil manuseio, a linha Tour Team propicia uma experiência fantástica. Térmica, possui bolsos para armazenamento de calçados e roupas contando com zíperes para um melhor fechamento e com alças acolchoadas para um transporte mais confortável.




Linha de cordas
Tournament Poly   Syn Gut Poly Blend
 
Este monofilamento de poliéster macio oferece excepcional durabilidade com bom controle e um ótimo custo benefício. Uma excelente opção para jogadores que quebram muita a corda, e que não querem sacrificar o braço. Gauge 16 – 1.30 mm
  Uma corda híbrida de Synthetic Gut com Duraflex 16 e Tournament Poly 17. Oferece excepcional durabilidade e sensibilidade firme, porém mais macia que uma corda de poliéster. A escolha perfeita para uma longa sequencia de golpes.
Gauge 16– 1.30
     
Topspin com Duraflex   Synthetic Gut com Duraflex
 
O mais popular dos texturados que oferece máximo efeito, controle e potência. Composta por triplos filamentos torcidos utiliza o sistema Duraflex para aumento da durabilidade e consistência.
Gauge 15L – 1.35 mm
  A Synthetic Gut mais popular e mais vendida no mundo em todos os tempos. Projetada com a tecnologia Duraflex para maior durabilidade e maior desempenho.
16 – 1.30 mm
17 – 1.22 mm
     
Premier   Tour XC
 
Nova concepção em multifilamentos com mais de 900 micro-filamentos lineares em paralelo, para maior conforto, mais resistência e maior sensibilidade. É a escolha ideal de quem joga com multifilamentos ou sofre com o Tennis Elbow.
16 – 1.30 mm

  O novo lançamento mundial da Prince, a Tour XC (Xtra Control) é uma corda de monofilamento extremamente durável, que proporciona o máximo de controle para os jogadores.
15 – 1.40 mm



Acessórios

Over Cushion   Overgrip
 
Over Cushion DuraPro
Este Cushion é a combinação ideal entre aderência, absorção e sensibilidade, está disponível nas cores branca e preta.
  Over Grip DuraPro
Com uma fórmula que proporciona alta aderência possui um núcleo de microfibra que acrescenta conforto e absorção sem igual.



Antivibrador    
 
The Silencer
Líder de vendas no mercado brasileiro há anos, o Silencer (cobrinha) amortece até 73% das vibrações encaixando-se entre as cordas para um melhor desempenho.
  NXG Silencer
Outro produto muito conhecido no mercado nacional. Longo, se encaixa firmemente nas principais cordas não caindo da raquete como a maioria dos antivibradores tradicionais.





Princegrip plus    
   
Uma loção em Gel que inibe a umidade nas mãos aumentando a aderência e melhorando o desempenho do atleta durante os jogos.  



:: Onde comprar

Caxias do Sul
Pedrinho Esportes – Avenida Júlio de Castilhos, no 2001 - Sala 2 - (54) 3223-6774.
Mariani Artefatos – Avenida Júlio de Castilhos, no 2426 – (54) 3223-2777.

Porto Alegre
Renato Raquetes Avenida Dom Pedro II, 390 loja 107 - São João - (51) 3508-0014.  

Fonte: http://www.tenisbrasileiro.com.br/prince/

Será que #RF se renderá ao carnaval brasileiro ???



     
















     A Rainha de bateria da Unidos da Tijuca, Juliana Alves chegou ontem à Suíça para uma turnê pelo país com a escola, com direito à luxuosa presença do tenista suíço Roger Federer na plateia, na cidade de Basel. A Tijuca quer (mas quer muito!) trazê-lo para o seu desfile. A escola este ano homenageia Clóvis Bornay — o carnavalesco era filho de um joalheiro suíço.
Foto: Marcelo Theobald
Fonte: O Globo

Calendário de Torneios FGT 2015



Porto Alegre/RS - A Federação Gaúcha de Tênis, através de seu Departamento Técnico,
divulgou o Calendário inicial de torneios para o ano de 2015.
Confira abaixo:

Os clubes/academias/organizadores que ainda não efetuaram a sua solicitação,
podem efetuar o "download" do formulário, preenchê-lo e enviar
ao Departamento Técnico da entidade pelo email: tecnico@fgtenis.com.br
A Tretorn é a Bola Oficial da Federação Gaúcha de Tênis.
Mais Informações:
Departamento Técnico FGT
Tel: (51) 3226-5734/3224-6348
Fonte: FGT

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Brasil Open 2015 - São Paulo



      A ATP divulgou nesta quarta-feira a lista dos tenistas inscritos para a disputa do Brasil Open 2015.
      Em sua 15a edição, o Brasil Open trará à capital paulista 19 tenistas entre os 71 melhores do mundo, o melhor nível técnico da competição nos últimos anos.
      Oito deles estão entre os 35 melhores do mundo. Além dos espanhóis Feliciano López (14o. do mundo), Tommy Robredo (17o.) e Fernando Verdasco (33o.), que já haviam sido confirmados pela organização do torneio, completam a seleta lista o italiano Fabio Fognini, o argentino Leonardo Mayer (28o.), o uruguaio Pablo Cuevas (30o.), o colombiano Santiago Giraldo (32o.) e o eslovaco Martin Klizan (34o.).

     Também estão confirmados na lista de inscritos o tenista número 1 do Brasil, Thomaz Bellucci, e o argentino Federico Delbonis, atual campeão do Brasil Open.
      Dona de sete dos 14 títulos do Brasil Open, a “armada espanhola”, sempre presente nas edições do ATP brasileiro, tem sete representantes na lista: López, Robredo (campeão em 2009), Verdasco, Nicolás Almagro (tricampeão 2012, 2011 e 2008), Pablo Andujar, Pablo Carreno-Busta e Albert Ramos-Vinolas.

     A chave do Brasil Open 2015 conta com tenistas de nove países: Brasil, Espanha, Argentina, Uruguai, Itália, Colômbia, Eslováquia, Sérvia e República Tcheca.
Veja a lista de inscritos (ranking de 29/12/2014):

Feliciano López (ESP) – 14o.
Tommy Robredo (ESP) – 17o.
Fabio Fognini (ITA) – 20o.
Leonardo Mayer (ARG) – 28o.
Pablo Cuevas (URU) – 30o.
Santiago Giraldo (COL) – 32o.
Fernando Verdasco (ESP) – 33o.
Martin Klizan (SVK) – 34o.
Pablo Andujar (ESP) – 41o.
Pablo Carreno Busta (ESP) – 51o.
Federico Delbonis (ARG) – 60o.
Diego Schwartzman (ARG) – 61o.
Juan Monaco (ARG) – 62o.
Albert Ramos-Vinolas (ESP) – 63o.
Paolo Lorenzi (ITA) – 64o.
Thomaz Bellucci (BRA) – 65o.
Jiri Vesely (CZE) – 66o.
Dusan Lajovic (SRB) – 69o.
Nicolás Almagro (ESP) – 71o.

Os ingressos promocionais para o Brasil Open 2015 já estão à venda no site:
http://www.ingressorapido.com.br/eventos.aspx?genero=138

Fonte: Brasil Open de Tênis - Facebook

iCoachTennis, para elevar seu nível.



     Tennis iCoach é uma biblioteca de vídeo com informações específicas de tênis para jogadores, treinadores e pais. Ele tem as últimas informações sobre a técnica, estratégia, táticas, biomecânica, psicologia e medicina esportiva.

      Você quer acessar as últimas dicas de pesquisa e treinamento sobre a técnica, psicologia, estratégia e táticas?

Aprenda com os melhores especialistas do mundo:
  • Nick Bollettieri
  • Judy Murray
  • Miles Maclagan
  • Javier Piles (former coach of David Ferrer)
  • Wayne Black (multiple doubles Grand Slam champion)
  • Plus over 150 more experts from around the world!
Com um IPIN user, ganhe 3 meses de acesso free, usando o cupom: "ITF14-MT6X22".

Se você quiser levar o seu jogo para o próximo nível, vá para Tennis iCoach agora!
 
Informaçoes sobre criacao do IPIN em:  www.iteftennis.com/ipin .




Fonte: http://www.tennisicoach.com

domingo, 28 de dezembro de 2014

História e Origem do Tênis.



     O jogo atual de tênis originou-se no século XIX, na Inglaterra. Porém, muitos historiadores acreditam que a origem do esporte se deu no século XII, na França, mas éra utilizado as mãos para bater na bola. No final do século XVI começou-se a usar raquetes para bater na bola e o jogo passou a ser chamado de "tênis", do francês antigo Tenez, que pode ser traduzido como "segure" ou "receba".

      O jogo era popular na França e na Inglaterra, onde era praticado em locais cobertos, onde a bola não batesse em uma parede. Mais tarde, o jogo seria chamado se "tênis real".

      O torneio mais antigo de tênis no mundo, o Torneio de Wimbledon, foi realizado pela primeira vez em Londres em 1877. Essa primeira edição gerou um debate sobre a padronização das regras do esporte.

      Em 21 de Maio de 1881, a United States National Lawn Tennis Association foi fundada para padronizar as regras e organizar as competições. O U.S. National Men's Singles Championship, hoje o US Open de tênis, foi realizado pela primeira vez em 1881, em Newport, Rhode Island. O torneio feminino se estabeleceu em 1887. O esporte também era popular na França, com o Aberto da França datando de 1891. Assim, Wimbledon, o US Open, o Aberto da França e o Aberto da Austrália (de 1905) tornaram-se os eventos de maior prestígio no tênis, algo que se mantém até hoje. Juntos, esses torneios são chamados de Majors ou Slams (termo retirado do basebol).

      As regras mais abrangentes foram promulgadas em 1924, pela Federação Internacional das Regras de Tênis, hoje conhecida como Federação Internacional de Tênis, e se mantém até o dias atuais, com a principal alteração sendo a adição do tie-break, desenvolvido por Jimmy Van Alen. No mesmo ano, o esporte se retirou dos Jogos Olímpicos, tendo retornado somente em 1984, como um evento promocional. O sucesso do evento foi tão grande que o COI decidiu reintroduzir o tênis como um esporte olímpico na edição de 1988, em Seul. A Copa Davis, a principal competição internacional entre as federações nacionais, exite desde 1900. A versão análoga para as mulheres é a Fed Cup, iniciada em 1963.

      Em 1968, após denúncias de lavagem de dinheiro envolvendo tenistas menos expressivos, iniciou-se a era aberta, onde todos os jogadores poderiam competir em todos os torneios. Com o estabelecimento da era aberta, também iniciou-se o circuito profissional internacional, aumentando a receita e a popularidade do esporte pelo mundo.



     Em 1583, surge a primeira raquete com encordoamento vertical, como as de hoje, em substituição ao transversal. A raquete desenvolvida pelo neerlandês Mitelli, em 1675, tem o cabo mais longo em relação à área de impacto. O aparecimento da raquete com cabo liso, em 1891, ajuda a evitar as habituais torções no pulso.

      No fim do século XIX, acontece uma grande revolução no formato: o lançamento dos primeiros modelos ovais. A área de batida das bolas também se renova. Os minúsculos quadrados do encordoamento se multiplicam. Inspirada em instrumentos musicais italianos, a raquete de 1930 é apresentada com um novo desenho.

      Esse desenho ficou conhecido por ter uma aparência de "panelões", raquetes com cabo metálico e área de impacto maior para facilitar o jogo. Hoje em dia, a raquete mais moderna tem a abertura na armação que reduz a resistência do ar, a área de batida é menor e a corda mais fina.

      A superfície de contato deve ser plana e ser formada por um padrão de cordas cruzadas conectadas à moldura da raquete. O padrão de encordamento deve ser uniforme. As raquetes não devem exceder 73,7cm de comprimento, incluíndo o cabo; 31,7cm de largura.

      A superfície de contato com a bola não deve exceder 39,4cm de comprimento e 29,2cm de largura. A raquete, incluíndo o cabo e as cordas, não deve conter qualquer dispositivo que possa mudar o formato dela, ou para alterar a distribuição de peso, ou qualquer outro meio que possa interferir no desempenho do atleta.

Fonte: Querojogartenis

Copa Davis: Brasil x Argentina



      Buenos Aires/Argentina – A AAT-Associação Argentina de Tênis definiu na última terça-feira que vai receber o Brasil entre os dias 6 a 8 de março de 2015 em quadras com piso de saibro.

   O duelo valido pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis será no Parque Bicentenário,  em Buenos Aires. 
     “Estou convencido de que estas condições são as melhores que a nossa equipe pode encontrar para competir”, disse o capitão Daniel Orsanic.

     Ainda não está certo que Juan Martin del Potro estará na equipe, uma vez que ele ainda se recupera de uma cirurgia no pulso. O piso ideal para o ex-top tem, seria o rápido.

     Brasil e Argentina já se enfrentaram em sete oportunidades na Copa Davis. Os “hemanos” lideram o confronto com cinco vitórias.

   "A condição que a gente vai encontrar é de dificuldade muito grande. Qualquer Copa Davis na Argentina sempre foi muito difícil, eles têm uma torcida que participa bastante, como a nossa quando jogamos no Brasil, e colocam sempre com 10, 12 e 15 mil pessoas. Teremos de lidar com a pressão da torcida e toda a atmosfera do confronto", explica Zwetsch, lembrando ainda da escolha argentina pelo saibro mais lento, que não é o favorito da equipe brasileira atual.

    "Vão querer jogar no lugar mais lento possível para tirar o local que os nossos jogadores preferem, que é com a quadra um pouco mais rápida, e vão tentar deixar a quadra lenta e a bola bem lenta porque nesta situação têm uma chance maior no confronto. Neste período que será o confronto faz calor e a umidade é muito grande, a data é perto do ATP deles. Serão condições perto do extremo nesta questão de calor e umidade. Eles estão apostando bastante nesta questão física que é o histórico deles de usar a forca física, deixar jogos longos e desgastantes para que essa questão física possa fazer diferença", completa o capitão brasileiro.

    As equipes que disputam o confronto devem ser definidas até o dia 24 de fevereiro, dez dias antes da disputa na casa dos argentinos. Até lá o capitão João Zwetsch vai analisar as possibilidades levando em conta que ainda terá um Grand Slam e torneios ATP na Oceania, além de torneios na América do Sul como o ATP de Quito, o Brasil Open, em São Paulo, e o Rio Open.

    "Nos cabe a preparação mais adequada, como a gente vem fazendo nos últimos confrontos, e adaptar o calendário visando o confronto, ainda mais sendo na primeira rodada do Grupo Mundial, que uma vitória nos dá a oportunidade de permanecer mais um ano no Grupo Mundial", finaliza Zwetsch. 

   Ainda não encontrei informações sobre venda de ingressos.



quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Tenistas Seniores criam Federação para atender as reivindicações da categoria



     São Paulo/SP – Os tenistas Seniores do Brasil, categoria reconhecida nacional e internacionalmente, que reúne tenistas a partir da faixa etária dos 35 anos de idade até os 80, reuniram-se em Assembleia Geral de Fundação, no dia 24 setembro próximo passado, na cidade de São Paulo, na sede Esporte Clube Athlético Paulistano, aprovando por unanimidade a criação e fundação da FEDERAÇÃO NACIONAL DO ATLETA SÊNIOR DE TÊNIS DO BRASIL (FENASET-Brasil).

     A FENASET–Brasil é uma Federação civil, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos e por tempo indeterminado.

     O universo de tenistas Sênior reúne uma gama de atletas que estão em faixa de idade entre dois grandes grupos: da categoria sênior dos 35 aos 55 anos, e o super-sênior a partir dos 60 anos. As categorias possuem inúmeros tenistas ranqueados entre os melhores do mundo, mas ressentem de apoio das entidades que representam a modalidade no país. Existe um vazio de apoio das entidades constituídas.

     A FENASET-Brasil foi criada com o objetivo de preencher este vazio. A principal tarefa é dar suporte logístico aos tenistas seniores, principalmente, aqueles que representam o país nos torneios da Federação Internacional de Tênis (ITF). Hoje os tenistas vinculados à Confederação Brasileira de Tênis(CBT) representam o país, sem apoio algum. Todos participam dos torneios da ITF custeando suas próprias despesas. “Amor a categoria e a camisa!”

     O primeiro presidente, da FENASET – BRASIL, o tenista Luiz Alberto Alves Rolla, eleito por aclamação, respondeu a um anseio do universo dos tenistas Sênior, aceitando o desafio de presidir e conduzir o primeiro mandato da Federação. A FENASET – BRASIL hoje é uma realidade.

     Apesar da Federação ser uma entidade de âmbito nacional o que permite uma vinculação direta com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) a Diretoria da FENASET-Brasil decidiu inicialmente buscar uma filiação a entidade responsável pela modalidade no país, à CBT.

     Assim sendo, um dos primeiros objetivos da Diretoria da FENASET-Brasil é buscar um entendimento com a presidência da CBT, entidade responsável pela modalidade no país. O intuito da aproximação visa entregar a documentação de criação da Federação, bem como, apresentar uma solicitação de vinculação àquela entidade, apesar de ter características independentes. Vida própria.

Luiz Rolla

Fonte: http://www.tenisvirtual.com.br

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

ATP World Tour 2015




     A ATP anunciou o calendário oficial para a temporada de 2015. O Brasil Open, que acabou ficando em uma semana "traiçoeira" neste ano, na mesma data da realização de dois ATPs 500, o de Acapulco e Dubai, ainda não tem data definida para o próximo ano, o mesmo acontecendo com o ATP 250 de Buenos Aires.



     Ambos os torneios, ao menos, permanecerão na gira latinoamericana do saibro. O Rio Open será disputado na próxima temporada na semana do dia 16 de fevereiro, junto com dois ATPs 250, o de Delray Beach e Marseille.

     Uma nova mudança é que a turnê pelo saibro na América do Sul começará uma semana antes, se comparada com a de 2014, já que a Copa Davis mudou também a data da primeira rodada do Grupo Mundial, antecedendo os Masters 1000 de Indian Wells e Miami.

     Além da indefinição sobre as datas do Brasil Open e Buenos Aires, o calendário confirmou também uma gira maior pelo piso de grama, com três semanas de torneios preparatórios para Wimbledon. Nottingham substitui Eastbourne, e Halle e Queen's subirão para o nível de ATP 500, enquanto que Stuttgart passará do saibro para a grama.

     Quer ver o calendário para 2015? Acesse www.ATPWorldTour.com, vá até "Tournaments" (torneios) e clique em no PDF do Calendário de 2015!

Fonte: http://revistatenis.uol.com.br


Calendário Challengers 2015

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Ingressos do Rio Open a partir de R$ 25 e já em pré-venda




Por Fabrizio Gallas - Nesta quarta-feira a organização do Rio Open, torneio WTA International e ATP 500, apresentou toda a estrutura e dados de sua segunda edição em 2015. O evento contou com presença do Secretario de Turismo do Rio de Janeiro, Antônio Pedro.

Após um vídeo de apresentação dos melhores momentos da edição de estreia em 2014, a organização anunciou que o torneio, realizado no Jockey Clube do Rio de Janeiro ganhará uma nova quadra, totalizando nove, sendo cinco para competição e quatro para treinos. A melhoria é para o conforto dos atletas que ganharam uma nova quadra para treinamentos.

Além disso, foi anunciada a ampliação da capacidade da quadra Central, que em 2015 receberá 6.200 pessoas. As demais quatro quadras terão capacidade de receber juntas mil pessoas.

Os ingressos já estão em pré-venda para clientes Claro Clube e do Itaucard, os dois principais patrocinadores do evento. Seus valores variam entre R$ 25 e R$ 510. A venda comum dos ingressos será iniciada em 12 de dezembro pela internet no site do torneio.

De acordo com a organização para evitar fraudes e ações de cambistas, cada CPF poderá efetuar a compra de quatro ingressos por sessão (tarde e noite) em todos os dias de torneio, totalizando o máximo de 22 ingressos por CPF.

Todos os dias serão divididos por sessão "manhã" e "tarde", na descrição dada pela organização. Os ingressos vendidos como "tarde" valerão para a sessão noturna que começará às 16h45, assim como "manhã" serão para os jogos realizados a partir das 11h pelo horário oficial do Brasil, o de Brasília.

A compra dos ingressos de qualquer sessão entre segunda e quinta-feira darão acesso a todas as quadras secundárias. A partir de sexta-feira, os ingressos das quadras secundárias darão acesso a todas nos jogos dos horários comprados.

Não haverá taxa de conveniência e será cobrado o frete para quem quiser receber os bilhetes em casa. O frete será cobrado de forma única e não de acordo com cada ingresso cobrado. Se você pedir um ou mais numa mesma leva para envio, pagará o mesmo.

Tabela de Preços:
Segunda e Terça-feira: R$25 (lateral) R$ 40 (fundo) na sessão à tarde e R$ 100 (lateral) e R$ 120 (fundo) na Sessão noturna
Quarta e Quinta-feira: R$ 50 (lateral) R$ 70 (fundo) na sessão à tarde e R$ 125 (lateral) e R$ 150 (fundo) na sessão noturna
Sexta-feira (Quartas de Final): R$ 190 e R$ 240
Sábado (Semifinais): R$ 370 e R$ 410
Domingo (finais): R$ 460 e R$ 510 


Fonte: http://tenisnews.band.uol.com.br

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Vai amarelar ?! Prazer na atividade física.




     O Givaldo Barbosa desafiou e o Marcio Atalla aceitou. Agora se ele vai conseguir vencer esse desafio, só assistindo ao vídeo para descobrir. E não esqueça: o que vale é o prazer na atividade física. 

Fonte: Canal BemStar Youtube

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Master do CTSG - 2014 !!!!!!

Olá tenistas do circuito da serra!

Acesse o link abaixo para fazer a inscrição online para o Master do Circuito da Serra 2014:

http://www.recreiocruzeiro.com.br/masterctsg2014/